Dúvidas? Fale conosco agora mesmo:

+55 (27) 3362-1436 | +55 (27) 99509-6111 | atendimento@uniex.net.br

10 dicas para escolher o melhor seguro de condomínios



Se preocupar com o bem-estar e conforto do local onde estamos é uma forma de garantir tranquilidade e segurança para a vida da nossa família. E para quem escolhe morar ou manter a empresa em condomínios, sabe que é um caminho para diminuir a sensação de insegurança cada vez mais presente no nosso dia-a-dia. Mas você já parou para pensar como transformar onde moramos ou trabalhamos em um ambiente mais seguro? Hoje separamos 10 dicas para escolher o melhor seguro de condomínios.

Seja em caso de um portão que quebrado ou um incêndio que prejudicou a estrutura da edificação, ter um seguro de condomínio não é só obrigatório por lei, segundo o artigo 1.346 do Código Civil, mas é um caminho importante e que beneficia tanto os moradores, como os funcionários.

E para deixar essa decisão mais fácil separamos a seguir, 10 dicas importantes antes de contratar um seguro para o condomínio e as principais questões que possam surgir durante esse processo. Confira:

  • Adapte o condomínio às normas de segurança

Antes mesmo de contratar um seguro é fundamental avaliar se o condomínio atende às principais normas de segurança. Dessa forma, em casos de emergências, a sinalização, saídas de emergência, extintores, iluminação adequada, entre outras importantes medidas poderão colaborar para salvar a vida dos moradores e funcionários;

  • Verifique os planos para os diferentes tipos de condomínios

Para começar a pensar em um plano é importante levar em consideração os diferentes estilos de construções, ou seja, se são verticais, horizontais, comerciais ou residenciais. É com base nessa informação que a cobertura poderá começar a ser definida, já que os planos variam de acordo com o perfil do condomínio;

  • Convoque uma assembleia

A decisão pelo plano mais adequado e a seguradora é de responsabilidade do síndico, mas uma boa dica é manter os moradores informados. Por isso, convoque uma assembleia e apresente as opções aos condôminos. Essa também é uma oportunidade de esclarecer dúvidas e manter todos os interessados informados das coberturas e as regras dos planos;

  • Contrate uma corretora de seguros autorizada

É muito importante verificar se a empresa contratada é qualificada no mercado. Procure fazer vários orçamentos com corretoras experientes e que atenda às necessidades do condomínio, verifique quais são os procedimentos em casos de necessidade, o que cobre cada plano, horários de atendimento, entre outras informações;

  • Escolha o seguro mais adequado às necessidades do condomínio

Disponíveis no mercado existem dois tipos de coberturas básicas: a simples e a ampla. A simples geralmente é a que abrange danos causados por fumaça, incêndio e explosão, além de queda de aeronaves. Já a ampla é que protege o condomínio dos mesmos danos da simples, como também de vendavais, desmoronamento, alagamentos, portões, vidros, entre outros. Portanto avalie quais são os pontos mais importantes a serem segurados antes de contratar um plano. Lembrando que com a contratação da cobertura simples, é possível fazer uma cobertura adicional para situações específicas (alagamento, danos causados em portões, entre outras);

  • Confira área coberta pelo seguro

O seguro deve compreender toda a metragem total do condomínio, não somente a área construída. Verifique essa informação com a seguradora antes de fechar o contrato;

  • Mantenha todo o processo documentado

Durante a contratação confira se todas as informações foram devidamente registradas. Documentos por escrito, fotos de todos os ambientes e tudo devidamente assinado podem evitar problemas futuros;

  • Em caso de emergência contate a seguradora antes

Mesmo em situações de emergência é importante que o síndico entre em contato com a empresa contratada para avaliar se o ocorrido está incluído no plano, bem como verificar também o prazo de indenização. Nesses casos também é importante que o maior número de informações sejam registradas como, por exemplo, horário, data, materiais danificados e quaisquer outras informações que sejam relevantes para enviar à seguradora;

  • Renove o seguro

Antes de renovar o contrato, é importante que o síndico verifique com a seguradora se todos os itens garantidos na hora da contratação serão mantidos, se irá haver mudanças na utilização e na indenização. Em caso de incêndios, por exemplo, os valores de indenização se limitam apenas a reconstrução do edifício, o que significa que fundações, terreno e outros não estão incluídos;

  • Sobre o cancelamento antes do prazo

Tanto o condomínio como a seguradora possuem o direito de desistir do contrato, desde que haja um aviso formal com antecedência de 30 dias. Nesse caso, tanto o contratante como o contratado poderão reaver o valor do período que não será utilizado.

 




Posts Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This