Dúvidas? Fale conosco agora mesmo:

+55 (27) 3362-1436 | +55 (27) 99509-6111 | atendimento@uniex.net.br

Adquirir um automóvel é uma realização que traz muita satisfação. No entanto, muitas pessoas não possuem o dinheiro necessário para uma compra à vista e este desejo parece ficar um pouco mais distante.

Para ajudar a concretizar esse objetivo existe a opção de financiamento de automóvel que permite a aquisição do veículo enquanto você paga por ele durante um tempo determinado.

O financiamento de automóvel se dá através de concessão de um crédito para aquisição de veículos de passeio, utilitários, táxis  (novos e usados) com opção de se somar ao valor financiado os gastos com documentação e acessórios.

O tipo de crédito mais comumente usado nos financiamentos de automóveis é feito através de uma modalidade chamada de crédito direto ao consumidor (CDC), mas embora pouco comum, ainda existe opção de leasing.

A modalidade CDC permite que o bem fique no nome do comprador, porém o veículo fica alienado para a instituição que concedeu o crédito até que o valor total do contrato seja quitado.

Os valores das parcelas serão fixos, ou seja, independente do número de prestações não haverá correções ou reajustes.

Para a composição do custo, sobre o valor total do veículo são acrescidos juros que podem ser mais ou menos agressivos, de acordo com o número de parcelas necessárias para quitação da dívida. Dessa forma é importante conhecer a taxa e estar bem informado sobre os detalhes do contrato de financiamento.

Na concessão do crédito, geralmente é analisado o poder de compra do cliente, sendo que apenas 30% de sua renda líquida podem ser comprometidos para o pagamento das parcelas.

Estando dentro dos critérios de análise de crédito, você não precisa ter dinheiro em mãos para adquirir o seu automóvel, pois algumas opções de financiamento permitem o parcelamento do valor integral, sem entrada. Porém, se você tiver, mesmo que seja uma pequena quantia para a entrada, você já tem condições de conseguir juros mais baixos e até diminuição do número de prestações.

Outra vantagem do financiamento é que parcelas pagas antes do vencimento podem obter um desconto, diminuindo assim o valor do investimento, sem, no entanto, comprometer sua renda.

Estando todas as parcelas quitadas, a alienação do automóvel é liberada e um novo documento é emitido liberando o veículo da dívida.

Se você ficou interessado em saber mais sobre financiamento de automóveis, entre em contato com nossa equipe. Nossos especialistas estão prontos para apresentar a melhor solução para aquisição do veículo novo.

DÚVIDAS FREQUENTES

Não. Quando se tratar de veículo 0km, o valor do crédito será pago ao emitente da nota fiscal. Em casos de aquisição de pessoa física, quem receberá será o proprietário do veículo (pessoa que consta no documento)

Em alguns casos de financiamento é aceito o uso de avalista.  Será feita a análise de crédito do proponente e do aval e normalmente só é aceito como avalista o cônjuge, ascendente ou descendente direto.

Por se tratar de uma concessão de crédito, não é possível contratar um financiamento tendo restrições.

Não existe uma renda mínima para contratar o financiamento, o que existe é análise do comprometimento de renda pela parcela contratada.

Sim, desde que o contrato esteja em dia e que o novo veículo atenda os critérios para ser colocado em garantia no contrato.

Normalmente existe a possibilidade de transferência, desde que o comprador atenda todos os critérios de concessão de crédito.

Caso o veículo seja roubado antes de sua quitação, você poderá substitui-lo ou fazer continuar com o processo de quitação da dívida. Por isso é importante contratar um seguro que lhe dê condições de honrar com o compromisso. O seguro do veículo ou o seguro prestamista são duas modalidades essenciais quando se faz um financiamento.

Sim. Em caso de não pagamento das parcelas e da falta de possibilidade de renegociação, o veículo poderá sofrer o processo de busca e apreensão.

Quando um bem financiado é apreendido, vai a leilão. Após a venda do veículo, se o valor arrematado for maior que o saldo da dívida, esse será devolvido ao contratante. Do contrário, o saldo da dívida será cobrado normalmente.

Tanto o seguro de vida em grupo, como o seguro de vida individual não possuem franquias. No entanto, as coberturas vinculadas à acidentes pessoais podem ter definidas franquias, desde que conste no contrato.

Pin It on Pinterest